Newsletter

Receba nossa Newsletter

Login


BEM-VINDO AO CONGRESSO PORTUGUÊS DE OBESIDADE

Recebeu os dados de acesso aquando da sua inscrição, via e-mail. Deverá efetuar o login com o e-mail e senha nele indicados. Introduza os dados e desfrute do nosso Congresso

As vidas perdidas para a obesidade

“Em 2018, Portugal perdeu aproximadamente 200 mil anos de vida por razões associadas à obesidade”. Palavras da Prof.ª Doutora Margarida Borges, da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, que marcaram a sessão de abertura do 25.º Congresso Português de Obesidade, sobre os resultados do estudo “O custo e a carga da obesidade em Portugal”. Veja o depoimento em vídeo.

O estudo conseguiu “estimar a carga e os custos” desta doença no contexto português: “Perderam-se aproximadamente 200 mil anos de vida por questões associadas com a obesidade; 100 mil anos por morte prematura e os outros 100 vividos por incapacidade”, indica a investigadora, salientando a relevância destes números.

Já a nível de custos, o diagnóstico e o tratamento da obesidade e doenças associadas representaram despesas médicas no valor de 1,2 mil milhões de euros, “quase 6% das despesas de saúde nacionais”.

A análise realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, contou com o patrocínio científico da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade (SPEO, e incluiu uma equipa de investigação muito vasta – médicos, farmacêuticos e economistas -, que conseguiram “caracterizar a obesidade em Portugal”, através dos dados do Inquérito Nacional de Saúde, do Ministério da Saúde, da Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) e do Instituto Nacional de Estatística.

PARTILHAR